Caro leitor

Este blog é a fiel expressão da minha visão de mundo.

Acredito na ideia do todo, onde todos somos um e que minhas atitudes, minha forma de pensar geram energias que refletem na existência do outro. Daí a importância de estarmos sempre na frequência do bem, dos bons pensamentos, vibrando sempre na frequência de Luz. Estamos em aprendizado e as falhas, as tentações, deslizes ao retrocesso estão conjugados ao nosso Ser. Devemos estar atentos aos nossos pensamentos, atitudes e tipo de energia que emitimos e expandimos para o Universo. Espero que os textos que escrevo e os de outros autores que aqui publico,possam acrescentar algo de construtivo para os que lerem.

(Hilda Stein)

Google+ Followers

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

2016 um ano de aprendizado


Desde o início numerólogos, afirmaram que 2016 por ser uma ano regido pelo número 9, resultado da soma de seus algarismos, seria marcado por grandes acontecimentos, mudanças bruscas, rupturas e fim de ciclos. O número nove simboliza realização, universalidade, abnegação e compaixão.
Um ano que teria como base a renovação, transformação, solidariedade, espiritualidade, aprendizado e desapego.
E 2016 chegou ao fim, confirmando as considerações dos estudiosos.
Foi um ano difícil marcado por perdas materiais, pessoais, afetivas, enfim, um ano conturbado que exigiu enfrentamento e abandono da zona de conforto.
Eu diria que 2016 foi um ano depurativo e de grande aprendizado.
Terminamos este período, fortalecidos e conscientes de que podemos sobreviver a grandes tempestades e que a fraternidade, generosidade e compaixão são molas que nos impulsionam para a evolução.
Valeu a pena cada dia vivido, as lágrimas, os risos, as derrotas, as vitórias e, sobretudo o fortalecimento da fé, mas não a fé cega e sim a certeza de que nada acontece em vão e que para tudo existe um propósito.
Que venha 2017, renovando nossa esperança de dias melhores regados de paz, saúde, harmonia e sabedoria para trilharmos mais um ano que inicia!














sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

PAU FERRO



Ali está ela, majestosa, com beleza sem igual.
Frondosa, senhora de uma copa admirável,
Pousada de tucanos, araras
E das mais variadas espécies de pássaros.
Centenária de raízes fortes e profundas
A árvore Pau Ferro habita a cidade
Que um dia foi morada de tantas outras árvores.
Suas pequenas folhas entopem as calhas das casas
Provocando revolta e descontentamento
Dos que hibernam em profundo egoísmo
E dilaceram a mãe natureza
Desprezando futuras consequências.
Ah! Pau Ferro,
Tua beleza contrasta com azul do céu
Promovendo um lindo espetáculo
Invisível aos insensíveis.
Tua sombra refresca minha alma
E me faz sentir a presença Divina que em ti habita.
O sagrado representando o milagre da vida!

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

UM HOMEM COMUM EXERCENDO BRILHANTEMENTE SUA FUNÇÃO

Podemos constatar o caos, quando um juiz que exerce nada a mais do que a sua função, apurando ilegalidades e condenando os que teriam por obrigação zelar pela dignidade do povo e agiram inescrupulosamente levando o país à falência, passa a ser endeusado e vira herói!
Admiro muito a coragem do juiz Sergio Moro por enfrentar uma quadrilha que se instaurou no país desde os tempos remotos, mas o que ele está fazendo não é nada de extraordinário e sim o que qualquer cidadão de bem deve fazer, zelar pelo o que é correto.
O que me preocupa é essa expectativa desenfreada com sua imagem, fazendo de um homem comum um Deus, o que pode gerar decepções quando este, dentro da condição humana, vier cometer alguma falha.
Temos que parar de procurar um salvador da pátria e entender que o juiz não é um Deus e sim um homem sensato fazendo o seu trabalho como deve ser feito.
Ele está desempenhando a sua função brilhantemente, mas sozinho não será capaz de mudar uma nação.
O que precisamos entender é que assim como o juiz, nós temos que rever nossos conceitos e posturas diante a fatos que parecem pequenos, mas que contribuem para uma real mudança.
Substituir o verbo pela ação, cessar os julgamentos e corrigir nossas atitudes para que haja realmente a mudança desejada.
O Juiz Sergio Moro deve servir de exemplo a ser seguido por seu trabalho digno. É esta a postura que devemos adotar no nosso dia a dia.
Juntos, sem eleger um salvador da pátria, temos força para mudar o planeta!

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

IMPREVISIBILIDADE DA VIDA





Tudo vai muito bem ou tudo vai muito mal, não importa, nada é para sempre. A imprevisibilidade da vida não permite que um dia seja igual ao outro.
Está tudo tranquilo até que um fato pode mudar radicalmente todo o panorama.
O resultado de um exame de rotina quando acusa uma anormalidade grave em seu organismo, por mais equilibrado que você seja, irá abalar sua estrutura.
Uma gravidez inesperada, a perda de um ente querido, uma proposta de trabalho ou uma demissão, aprovação em um concurso, um prêmio milionário na loteria, um animal que atravessa inesperadamente na frente do seu carro causando um acidente, uma queda que te deixa impossibilitada de prosseguir com os planos traçados, fenômenos da natureza que causam estragos repentinos, enfim, a vida pode mudar de uma hora pra outra, sem aviso prévio, situações que hoje trazem um peso astronômico, amanhã podem pesar como uma pluma. Então por que alimentar discórdia, picuinhas, guardar mágoas, se tudo passa?
Diante a esta imprevisibilidade, não dá para deixar passar as oportunidades, não se pode deixar para fazer depois o que pode ser feito imediatamente, amanhã pode ser tarde demais.
Não se pode viver no amanhã, o momento de realizar é hoje.
Não deixe de dizer eu te amo para pessoa amada, porque amanhã ela pode não estar mais presente fisicamente.
Não deixe de comer o que gosta hoje, amanhã sua saúde pode não permitir que você coma.
Não deixe realizar seu sonho de saltar de uma asa delta se tiver oportunidade, lembre-se da imprevisibilidade da vida, outro dia pode ser que não seja mais possível!
Não carregue remorsos por não ter realizado e sim a experiência de ter vivido, mesmo que não tenha dado certo.
A vida é um constante movimento, quem fica inerte não vive, vegeta.

domingo, 23 de outubro de 2016

Acerto de contas





Chega uma hora que o corpo perece e os pensamentos vagam nas lembranças de uma vida que passou sem que fosse percebida.
O belo se foi e restaram fragmentos de um corpo físico que tornou- se exílio de dores, mágoas e talvez arrependimentos do que poderia ter sido feito e perdeu-se a oportunidade.
As paredes dos asilos estão impregnadas das mais diversas histórias de vidas que ficaram apenas na memória daqueles que hoje carregam a bagagem de uma existência e que sem esperança aguardam a passagem para o lado desconhecido.
No meio a sorrisos desdentados, olhos cansados e rostos angustiados pairam as sentenças decretadas pela longa jornada.
Uma realidade que assusta e ao mesmo tempo oferece a oportunidade de reflexão.
Por que uns chegam a esta etapa final à mercê dos cuidados de pessoas desconhecidas fora de seus lares, enquanto outros permanecem no seio de suas famílias cobertos de carinho e atenção?
Será castigo do alto ou consequência do que foi semeado ao longo da estrada?
Difícil entender um filho que abandona seus pais no final da vida, mas será que temos o direito de julgar?
Como terá sido esta relação familiar ao longo dos anos?
A gratidão por ter recebido a vida através deles deve existir independente do que se recebeu ao longo da convivência, se é que esta existiu?
Sim, a gratidão deve estar presente, mas esta consciência é alcançada por poucos, porque o que domina é o que ficou marcado no coração e não o que a mente entende como politicamente correto.
Impossível entender e sentir a trajetória do outro, por isso não cabe julgamento.
O fato é que no final da hospedagem no corpo físico, a conta é apresentada e será cobrado o valor proporcional ao que foi semeado consciente ou inconscientemente, não importa, todos pagarão suas dívidas para que seja justificado o aprendizado na matéria.

sábado, 10 de setembro de 2016

HIPOCRISIA X SOCIALISMO



HIPOCRISIA X SOCIALISMO
Vamos imaginar uma grande colônia com diversas atividades onde exista a obrigatoriedade do trabalho, ou seja, todos devem trabalhar.
Um lugar onde não exista governantes, não exista órgãos governamentais, não exista liderança, porque todos são comprometidos com suas responsabilidades.
Todos com direito a alimentação, moradia, educação, saúde, transporte, lazer e uma retirada mensal na nossa moeda R$ 3.000,00 para TODOS os trabalhadores.
Os idosos fariam trabalhos menos pesados, mas não deixariam de trabalhar, porque neste lugar existe a obrigatoriedade do trabalho.
As crianças passariam o dia todo na escola em dinâmicas de aprendizado envolvendo todos os setores da colônia em um processo de observação das habilidades naturais e quando jovens seriam encaminhados para a formação em universidade dentro da colônia para profissão adequada ao seu perfil para futuramente se enquadrarem dentro das atividades da grande colônia.
Um lugar onde obrigatoriamente não existisse exceções e regalias.
Casas de um mesmo padrão, sem luxo, sem roupa de grife, sem ipod, iphone, com carros populares, vivendo apenas com o necessário sem ostentação.
Com horários noturnos específicos de acesso as redes sociais para não interferir no trabalho e estudo, isto seria regra para todas as idades.
Este seria o modelo do Estado ideal assemelhando-se ao modelo idealizado por Karl Marx. Quem dos levantadores da bandeira Socialista se dignaria viver desta forma?
Sem regalias, sem salários diferenciados, sem congresso, com obrigatoriedade de trabalho com carga horária igual pra todos?
Um lugar aonde não existisse vagabundagem, aonde a lei fosse igual pra todos, sem desculpa de minorias ou maiorias.
Um lugar onde homens, mulheres, jovens, crianças e idosos contribuíssem para o desenvolvimento do Estado, obedecendo a suas possibilidades.
E então?
Quem dos “socialistas” se habilitaria a viver nesta colônia?
Eu não carrego a bandeira do socialismo, mas viveria muito bem nesta colônia porque o trabalho não me assusta, o luxo não me atrai e preciso apenas do necessário para viver com dignidade.
Fico estupefata quando leio e ouço pessoas que não abrem mão dos seus cargos, posição social, roupas de grife, ipods, iphones, defendendo um regime que elas próprias não se sujeitariam viver.
Estes são os verdadeiros hipócritas ideológicos que lutam em causa própria, que representam a elite que tanto recriminam, usam a política da separatividade e vitimismo para envolver os mais fracos que por sua vez tentam tirar algum tipo de vantagem dessa situação caótica.
A corrupção não está apenas nos que governam e sim em todas as atitudes que não visam o TODO e beneficiam o egoísmo.
A teoria de Karl Marx foi envenenada e deturpada por homens que visam o poder a qualquer custo em nome do Estado.
Infelizmente a ganância, o egoísmo e a hipocrisia transformaram esta teoria em utopia.
O ego que habita em cada homem não permite um sistema igualitário, a necessidade de superioridade impera entre os homens, esta é a atual realidade.
Quem sabe em um futuro mesmo que distante essa teoria utópica passe a realidade? Basta que haja a verdadeira transformação de cada indivíduo e quando isso acontecer, naturalmente ocorrerá a tão esperada mudança na sociedade.

domingo, 21 de agosto de 2016


Houve um tempo, em que todas as mulheres eram sagradas.
Em que eram vistas como Deusas, como senhoras de seu próprio destino.
Houve um tempo, em que o corpo era sagrado, em que o sexo era uma prece. Em que homens e mulheres respeitavam-se e reverenciavam-se.
Houve um tempo em que a mulher era feiticeira, faceira, tecelã, curandeira, parteira.
A mulher banhava-se na natureza, perfumava-se com jasmim. Andava de pés descalços, corria pela mata. Usava compridas saias, rodadas, coloridas, leves. Dançava para ela, dançava para a vida, dançava para seduzir, dançava para fertilizar.
Sua voz era como o canto da mais bela ave. Sua beleza era fascinante, encantadora. Era aos poetas a inspiração e aos músicos, canção. A mulher era rendeira, cozinheira, mãe, sagrada, admirada. De joias e pedrarias era adornada e, da natureza, sua maquiagem retirava.
Onde está esta mulher?
Em que fase da história ou período ela perdeu-se?
Onde devemos procurá-la?
Na verdade, esta mulher-sagrada ainda existe. Está imersa em outras formas, em outras faces, em outros costumes. Mas se priva, se poda, se adapta, se escraviza… E não lembra do que já foi em sua totalidade.
Hoje esta mulher é empresária, médica, advogada, policial, recepcionista, dona-de-casa, política, enfermeira, escritora, estilista. Ela ainda está aqui, mas não lembra quem realmente é. Perdeu a memória. Esqueceu-se de sua sacralidade, de sua divindade, de sua superioridade.
Mulher!
Coloca tua saia rodada, penteia-se com o orvalho, tira o sapato dos pés.
Permita-se bailar com o vento, satisfazer seus desejos, impor sua vontade.
Permita-se amar, realizar, cantar.
Permita-se sentir bela, amada, desejada, sentir prazer.
Permita-se fazer aquilo pelo qual tua alma anseia.
Permita-se honrar a Deusa, ao Deus, à natureza.
Permita-se viver a tua vida, e ser a senhora absoluta do teu destino.
Mulher, dentro de ti há tantas outras, que tu ignora totalmente.
Será você fértil doce e maternal como Deméter?
Ou vingativa como as três Fúrias?
Quem sabe arrebatadora e feroz, como as Harpias.
Talvez seja feiticeira, sábia e misteriosa como Hécate.
Ou soberana e dotada de magia como Ísis, mãe dos egípcios.
Um tanto implacável, forte e destemida como Kali.
Encantadora e misteriosa como as Nereidas.
Quem sabe é curiosas como Pandora. Confiável e mensageira, como Íris.
Ou justa como Têmis. Talvez seja sensual, impulsiva e totalmente movida pela paixão, como Afrodite.
Ou seja, selvagem como Ártemis.
Pode ser que seja repleta de cores e amores como Eros. Ou então maléfica como Éris.
Mas… Possivelmente, sejas todas elas juntas!
Mulher, vem!
Resgata o teu papel, o teu feminino sagrado, tua ancestralidade.
Não tenha medo de seguir a luz, de se entregar ao Sol.
Muito menos de mergulhar nas trevas do submundo, das fogueiras, dos encantamentos.
Prove de todos os reinos e sabores, permita-se viver intensamente cada instante.
Siga seus instintos e extintos.
Seja simplesmente você.

( Autor desconhecido)

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Generosidade X Vaidade


Generosidade é ajudar o próximo sem holofotes e com a indescritível sensação de bem estar e dever cumprido, porém estender a mão ao próximo esperando retorno e reconhecimento dos demais, deixa de ser generosidade e passa a ser vaidade.

quarta-feira, 20 de julho de 2016

RAPUNZEL




Refletindo sobre o conto de fadas de Walt Disney, Rapunzel, fiquei imaginando a quantidade de mulheres, digo mulheres porque o conto se refere a uma princesa, mas muitas pessoas independente de gênero vivem presas em torres à espera de sua libertação.
Torres impostas pela sociedade; convenções, preconceitos, complexos, medos, crenças, dogmas, traumas guardados as setes chaves, tristezas, frustrações, desejos reprimidos, mágoas, vícios, arrogância, enfim, inúmeros são os motivos que as acorrentam e as fazem prisioneiras como Rapunzel. Tornando-as consequentemente dependentes de sedativos e paliativos acorrentando-as em estado de inércia e depressão.
Seja qual for a causa, as correntes do vitimismo provocam a incapacidade de reação para mudar esta amarga realidade.
Para que aconteça a libertação é necessário que haja, assim como na história, um príncipe vestido de consciência que suba por sua trança a qual reflete a força que habita o interior da prisioneira e a faça lutar bravamente contra a bruxa alimentada pelos sentimentos de inferioridade, incapacidade e insegurança, que limitam o seu potencial de tomar as rédeas de sua própria vida.
Rapunzel não é apenas um conto de fadas e sim a realidade de pessoas que são prisioneiras nas torres formadas por suas próprias sombras.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

SONHO MEU,SONHO NOSSO


Eu ainda sonho com um país que arrecada seus impostos e investe na saúde.
Acredito que podemos ter hospitais funcionando, com profissionais e equipamentos necessários para um atendimento de excelência.
Eu ainda sonho com um país que arrecada seus impostos e investe na educação de todos de verdade e não de uma forma hipócrita e eleitoreira.
Eu ainda sonho com um país que arrecada seus impostos e investe em meios de transportes para população de forma digna.
Eu ainda sonho com um país que não precise investir pesado na segurança, porque acredito que um país civilizado e consciente não expõe a população a grandes riscos.
Não sou contra o sistema capitalista, sou contra os hipócritas que maldizem a “burguesia” e o capitalismo e que defendem o sistema “ socialista”, mas não são capazes de viver com o básico, de abrir mão de seus carros, de suas mansões, de suas roupas de grife, de mordomias pagas pelos recursos que deveriam ser aplicados no essencial para a vida digna do cidadão que trabalha e paga todos os impostos.
Quando desperto dos meus sonhos, vejo pessoas gananciosas, que fazem qualquer coisa por bens materiais, que não estão nem um pouco preocupadas com o bem do todo e sim com o próprio umbigo, que querem o poder a qualquer preço, que desconhecem a palavra caráter, dignidade, solidariedade e justiça. Pessoas que vivem no lamaçal do egoísmo, de um idealismo sem fundamento, guiadas unicamente pelo materialismo.
Mas mesmo presenciando este deprimente cenário e ouvindo opiniões pessimistas de que não há solução para mudanças favoráveis, acredito na Força Maior que nos rege, acredito no despertar humano, acredito que não há mal que perdure e que depois da escuridão, a luz sempre volta a brilhar.
Mergulho no meu sonho quando faço a minha parte, acreditando que posso mudar as minhas atitudes, tentando melhorar a cada dia, estendendo a mão a quem precisa, mantendo acesa a minha fé de que dias melhores virão.4
E se me perguntarem se eu acredito em papai Noel, direi que sim, que acredito na bondade que o representa e que habita todo o ser humano, que por pior que seja, possui lá no fundo escondido a luz e a nobreza do bom velhinho.


domingo, 26 de junho de 2016

O MELHOR DA VIDA


O melhor da vida é
Ser sensato
generoso
prestativo
amigo
Ser atencioso
tolerante
simpático
alegre
criativo
otimista
cordial
solidário
Honesto
Verdadeiro
Leal
O melhor da vida é ser verdadeiramente humano,
O que levamos dessa vida é o que somos e não o que temos.
A Felicidade que tanto buscamos encontra-se dentro das atitudes positivas que embalam o coração e alimentam a alma.
Levamos para a eternidade o que somos, o que temos o tempo deteriora.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

ESTUPRO DOS SENTIDOS






Deplorável o momento de decadência em que estamos vivendo.
Aterrorizante a notícia de que uma jovem tem seu corpo e sua memória marcada por um pesadelo promovido por homens sem escrúpulos tomados por bichos da mais baixa espécie.
E se não bastasse tamanha barbaridade, completa o ciclo da indignação os comentários irônicos e críticas em torno da tragédia.
Este dolorido episódio que retrata a agressão sofrida constantemente por mulheres de todas as idades, até mesmo crianças e que nem sempre é divulgado, demanda reflexão e não teorização dos fatos. A teoria se limita a compreensão intelectual e a reflexão convida à transformação.
Atrelado ao conceito de consequências, o que pode se esperar de uma sociedade que pouco estimula o altruísmo e valoriza intensamente as coisas materiais e o corpo físico, deixando de lado valores preciosos como a boa conduta?
Qual o tipo de música que está sendo incentivada pela mídia nos últimos anos e consequentemente sendo aceita pela sociedade que permite que seja tocada e cantada dentro dos lares?
Podemos ilustrar a resposta com o Bonde do Tigrão, chamando as mulheres de cachorras.
Qual o vocabulário usado e aprovado pela sociedade dentro de suas casas?
Palavras de baixo escalão, o vulgo palavrão, xingamentos, total falta de respeito nos relacionamentos.
O que podemos esperar da conduta das pessoas que habitam um país que incentiva a montagem de um espetáculo denominado “ Macaquinhos” que tem como objetivo ampliar os conhecimentos do público sobre os novos conceitos da arte, onde os artistas se apresentam de forma deplorável, dispensando aqui maiores detalhes?
Não obstante, na câmara dos deputados palco de discussão sobre o destino do Ministério da Cultura é promovido o tal “ Beijaço” sob aplausos de incentivo ao protesto.
O estupro assunto em evidência nas redes sociais, serve de alerta para que toda a sociedade acorde e diga não a degradação dos valores, iniciando a mudança de atitude dentro de suas próprias casas.
É muito fácil, teorizar, acusar classes A e B, mas a responsabilidade é de todos, nós estamos contribuindo por meio da nossa conduta omissa para o estupro diário dos nossos sentidos, a medida que consentimos que músicas de baixo escalão toque no nosso ambiente, que a falta de respeito e inversão de valores entre nas nossas casas, podemos nos considerar parte responsável por tudo de ruim que acontece à nossa volta.
Enquanto estivermos olhando somente para o nosso umbigo, desprezando a ideia do Todo, valorizando demasiadamente as coisas materiais e encarando palavrões, músicas degradantes, inversão de valores e pequenas atitudes incorretas como normal, não sairemos do caos moral em que estamos vivendo.
A transformação está vinculada a atitude e não somente à teoria.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

SOMOS TODOS IGUAIS E FILHOS DA MESMA NAÇÃO


Estamos vivendo um momento histórico crítico na nossa política. E essa agitação que consome todos os brasileiros faz parte de todo esse processo de crescimento que estamos atravessando.

O preocupante é que lendo alguns livros de ficção, consigo enxergar o “imaginário” na atual realidade.

Quando se fala em implantação proposital de um vírus para que se prolifere entre as pessoas, a fim de que se atinja um ideal como narra Down Brown no livro “Inferno”, achamos a ideia absurda. Porém se analisarmos o momento que estamos vivendo, chegaremos a conclusão de que é possível e não se trata de ficção.

E o mais grave é que este vírus pode também ser mental, ou seja, a repetição de uma ideia como verdadeira multiplicada entre as pessoas, gerando uma crença absoluta.

Analisemos o contexto; será que alguém em sã consciência é capaz de realmente achar que a situação do país estava boa, com o desemprego atingindo a casa dos 11 milhões, com uma inflação não vista há muito tempo, com gente morrendo nas filas dos hospitais, a violência crescendo a cada dia, o ensino precário, os valores invertidos onde o aluno desacata o professor dentro de sala de aula, onde réus se tornam vítimas, será que isso é o nosso ideal de vida, é bom pra todo mundo?

A situação pede reflexão.

Acontece que propositalmente há muito tempo está sendo semeado na cabeça das pessoas o complexo de inferioridade, a vitimização.

E isto fica muito claro quando se lê nas redes sociais postagens que alertam que o governo que assumiu é de brancos e de homens, excluindo os negros e as mulheres. Isso é o cúmulo da mediocridade, não há nada mais piegas que esta afirmação, eis aí o vírus implantado da separatividade que é gravíssimo!!!!!

Esta está sendo a política implantada há 13 anos, o que é isso minha gente?

Isto não é política e sim tirania!

Nós somos parte de um todo, estamos todos no mesmo barco, somos filhos de uma mesma nação, não podemos alimentar a ideia da separatividade e sim da união!

Não nos cabe defender políticos e sim cobrar deles trabalho e resultado pelos impostos que pagamos!

Não cabe ter raiva do seu patrão por ele ter uma condição financeira melhor, porque é ele que paga o seu salário.

Não cabe torcer para que uma Rede Globo feche as portas, sendo esta empresa, assim como tantas outras, mantenedora de salários de milhares de família.

Será que se você, que torce pelo fim da emissora, dependesse do salário que ela paga para colocar comida na sua mesa, você torceria para ela fechar?

Este é um vírus cruel, o pensamento fracionado, o sentimento de inferioridade perante aqueles que conquistaram o sucesso.

Alimentar esta ideia mesquinha é somar para que esse ódio se prolifere e beneficie os mentores desta estratégia.

Fala-se em GOLPE, em afastamento desonesto da presidente por ela ser mulher, francamente!

Todos sabem da responsabilidade que é gerir uma empresa, um negócio, não seria diferente com um país. Se um gestor não tem capacidade para administrar uma empresa e sua gestão acarreta em prejuízos, ele tem que ser substituído e é isto que está acontecendo no país.

Não se trata de golpe e sim de uma necessária mudança de administração!

Será que todos estavam satisfeitos com a política que estava sendo implementada?

E é desesperador saber que muitas pessoas contaminadas pelo tal vírus, estão torcendo para que esta mudança não dê certo. Estamos no mesmo barco, temos que torcer pelo nosso país e não pelas pessoas que estão no poder. Temos que enxergar estas pessoas como instrumentos para que o país cresça.

Nós brasileiros temos que nos unir cobrar resultados dos que estão governando e não nos matarmos em discussão em defesa daqueles que assumiram um compromisso com a nação e não cumpriram.

O Gigante tem que despertar para os seus direitos e deveres, temos que cobrar, fiscalizar, não só as ações dos nossos governantes, mas as nossas também.

Vamos nos medicar contra este vírus da separatividade e pensar no todo, no Brasil.

Este é um momento de União!

Vamos cobrar mais dos nossos políticos sem defendê-los, os que não cumprirem com dignidade suas funções, sabemos que juntos temos força para substituí-los!

Vamos crescer juntos e fazer desse país motivo de orgulho e não de vergonha!

Este é o país do futuro, mas a profecia só se cumprirá com a ideia do TODO, com a consciência de que somos todos iguais e filhos da mesma nação!

sexta-feira, 29 de abril de 2016

DECEPÇÃO



Você não se decepciona com as pessoas e sim com o que você projeta em relação a elas.
( Hilda Stein)

domingo, 24 de abril de 2016

POR ONDE ANDA A TAL FELICIDADE?




“ Viver e não ter a vergonha de ser feliz”.( Gonzaguinha)
E por onde anda esta falada e desejada felicidade?
Será que ela está dentro de um Porshe ou em uma Ferrari?
Ou será que está em um grande amor que ainda não apareceu?
Talvez esteja em um diploma de pós-doutorado ou escondida na presidência de uma bem sucedida empresa.
Provavelmente esteja na realização de uma viagem à Paris, Mônaco, Ilhas Gregas...
Certamente ela está em uma vida tranquila ausente de problemas, na relação com pessoas agradáveis, em um bom emprego com um invejável salário...
Não, a felicidade está escondida em uma pele jovem, bonita, em um cabelo sedoso, um corpo escultural e perfeito.
Ah...felicidade por onde andas?
És tão desejada?
E parece tão distante e impossível...
Engana-se quem pensa que a felicidade vem de fora.
Quando alcançamos a consciência de que este mundo é ilusório e que nada nos pertence, nem mesmo o corpo que habitamos, enxergamos que a felicidade não é passageira e sim eterna.
“ A felicidade não pertence a este mundo”, máxima de Eclesiastes .
E não pertence mesmo, a felicidade é alcançada de dentro pra fora, ela habita no âmago de cada Ser, ela pertence ao mundo interior.
A felicidade é a conquista do entendimento do “ Eu verdadeiro”, é a paz alcançada nas situações que muitos se desesperam, é a coragem de ser verdadeiro desafiando a demagogia.
É não temer o dia seguinte e ter a certeza de que a vitória é certa.
E a vitória é a conquista da Luz que habita a nossa escuridão.
Ser Feliz não é ter vergonha de não ter, é lutar para ser um pouquinho melhor a cada dia na capacidade de entender o verdadeiro SER.

domingo, 17 de abril de 2016

IMPEACHMENT, VITÓRIA APENAS DE UMA BATALHA






O impeachment não é a solução para o país, mas é sem dúvida a manifestação de força do povo brasileiro.
Nós vencemos a primeira batalha, teremos muitas batalhas pela frente.
O povo tem força para mudar a história desse país, não podemos permitir que governantes governem em causa própria.
O país ainda está nas mãos de pessoas viciadas no poder, mas o povo tem força para fazer a faxina que o país necessita para virarmos uma nação digna para todos.
E esta dignidade tem que começar com as nossas pequenas atitudes, antes de apontarmos os erros dos que estão nos representando, precisamos policiar pequenos vícios que trazemos e nem percebemos. Toda atitude tomada em causa própria sem avaliar o todo, não deixa de ser um ato de corrupção. O erro do outro não deve ser justificativa para o nosso.
Devemos ficar atentos quando estacionamos o carro em vagas prioritárias, quando furamos filas, quando jogamos lixo nas ruas, quando não cedemos o lugar para um idoso, uma gestante ou um deficiente num transporte público, quando sonegamos impostos, quando não devolvemos o troco recebido a mais por engano e tantas outras coisinhas que parecem pequenas, mas que não passam de desvio de boa conduta. Não podemos esquecer que o governo é o reflexo das nossas atitudes.
Os que estão hoje no poder estão lá porque nós os elegemos.
Não podemos desanimar, devemos manter a esperança de um país melhor, mas para isso temos que lutar contra toda e qualquer ilegalidade, inclusive dos nossos atos!
Avante Brasil, este é o país do futuro, a batalha está apenas começando!!!!

quinta-feira, 31 de março de 2016

LUTANDO POR UM PAÍS DIGNO



LUTANDO POR UM PAÍS DIGNO


Estamos vivendo um momento crítico em nosso país, há 52 anos o Brasil passou pelo mesmo processo, é a história se repetindo. Nessa época eu tinha apenas seis meses de vida, passei a minha infância e adolescência sob o regime Militar, sonhava com um Brasil livre, sem censura, com liberdade de expressão, com a tão falada democracia. Participei de alguns movimentos como os shows que ocorriam no dia 1º de maio no Rio Centro, ouvindo Chico e tantos outros censurando o regime Militar, Chico cantava Cálice, onde dizia “de tão usada a faca já não corta”, referindo-se ás leis que não eram obedecidas. E em 1983 e 84 participei do movimento reivindicando eleições diretas para presidente da República no Brasil, Diretas Já!
O nosso grito de guerra era: “Diretas já, o povo quer votar!”
Em 1989, os brasileiros conseguiram o direito de ir às urnas novamente votar para presidente da República após 29 anos da última eleição direta, em 1960.
E hoje o que temos no cenário político?
Governantes almejando o poder a qualquer preço, incutindo nas cabeças mais fracas que ocupam a classe de renda baixa a ideia de golpe, enquanto os que se dizem mais esclarecidos intelectualmente se prostituem em troca de verbas, cargos etc.
Onde está sendo aplicado o dinheiro público?
Na educação, na saúde, no transporte, na segurança?
Não, está enchendo os bolsos dos que estão mamando nas tetas do país.
Nós, o povo, estamos assistindo milhares de pessoas morrendo nas filas dos hospitais, crianças nas escolas virando marginais, vagabundos queimando a bandeira Nacional. Pagamos impostos para sustentar mordomias de políticos que estão lá pelo nosso voto para defender e garantir nosso direito a uma vida digna, que alegam a defesa dos fracos e oprimidos em uma política mesquinha e suja, a qual só visa beneficiar os próprios interesses e o poder.
O patrimônio do país está sendo dilapidado. Escândalos e mais escândalos de corrupção, a Petrobrás com contratos superfaturados que levaram a empresa ao caos, milhões desviados do BNDES para Cuba, Mensalão envolvendo a compra de votos dos parlamentares, uma verdadeira vergonha, o país que estava em franco desenvolvimento, hoje está desacreditado e quebrado.
Ainda assim há os que dizem que tudo isso está sendo divulgado para desmoralizar o governo, e que os governos anteriores fizeram igual ou pior.Como se isto justificasse as barbáries do governo atual.
E que o Brasil está dividido e que a direita está disseminando o ódio.
O Brasil não está dividido, 98% da população não aguenta mais esse descaso, essa bandidagem e promiscuidade com o dinheiro público.
Nós Brasileiros, que vestimos o verde e amarelo, não queremos o regime comunista no País, esta ideologia igualitária que só beneficia os que estão no Poder.
Nós não somos massa de manobra e sabemos o que queremos e esperamos do nosso país.
Não existe partido político manipulando os que estão nas ruas tentando impedir e punir os ratos que tomaram conta do governo levando o país ao caos.
Queremos um país digno e a extinção da corrupção e a devolução de todo o nosso dinheiro que foi desviado.
Queremos reforma na política, não estamos mais dispostos a financiar as regalias e ostentação dos políticos e seus familiares.
Que sejam expurgados todos os ratos do governo independente de partido.
O Povo tem força e poder suficiente para colocar essa corja pra correr.
A história do Brasil não será manchada de vermelho e sim escrita em verde e amarelo!
Vamos lutar para que os nossos filhos e netos possam viver em um país onde as estrelas da nossa bandeira que representam os Estados da nossa nação brilhem com dignidade honrando os cidadãos.


domingo, 27 de março de 2016

PÁSCOA, RENASCIMENTO E RENOVAÇÃO.



A Páscoa celebra o renascimento, a renovação, o despertar interior.
E esta data que é lembrada em um domingo regado de chocolates deve ser uma constante em nossa vida.
Assim como todas as manhãs o sol nasce trazendo um novo dia, devemos renascer, renovando nossas atitudes, pensamentos e sentimentos.
Somos parte de um grande projeto integrado ao cosmos, a harmonia, a beleza e a perfeição compõem o nosso universo, portanto identificar as nossas sombras e educá-las a fim de trazê-las para a Luz é a nossa missão.
Celebremos a Páscoa com a consciência de que somos Seres Humanos e devemos caminhar para a perfeição em meios a acertos e erros, mas sempre oferecendo o melhor que temos em nossos corações.
Que Todos tenham uma Feliz Páscoa.

sábado, 12 de março de 2016

O FANTASMA DA ANSIEDADE





A ansiedade é um fantasma que nos ronda quando estamos na expectativa de que algo aconteça.

A falta de paciência para aguardar o momento certo dos acontecimentos se torna uma verdadeira tortura e nos leva a um sofrimento desnecessário.

Em alguns casos há mutilação e deformação do corpo físico, como ferimento nos dedos pelo hábito incontrolável de roer as unhas, aumento de peso devido a compulsão de comer ou o inverso que gera a perda excessiva de peso.

Este transtorno só contribui para o mal físico e psíquico, nada é resolvido com a ansiedade.

A vida obedece a uma lei e tudo que é para acontecer, acontece no tempo certo.

Uma planta obedece ao processo de germinação da semente, formação das raízes do caule, das folhas, crescendo gradativamente no seu tempo.

Para o nascimento de um bebê, deve existir a fecundação de um óvulo com um espermatozoide dando origem ao embrião que obedecerá ao processo da gestação.

Para o fenômeno da chuva existe o processo de evaporação da água que vai para atmosfera, se condensa formando as nuvens que geram a chuva.

O sol nasce e se põe obedecendo ao processo da terra girando em torno do seu próprio eixo.

As pessoas também passam por um processo de crescimento e amadurecimento, transformando-se com o tempo.

Da mesma forma a nossa trajetória também tem seu curso e tudo que tiver acontecer, acontecerá no tempo certo.

Portanto a ansiedade é um estado psíquico que só contribui para o desgaste emocional e este deve ser substituído pela paciência e compreensão das leis que regem a vida.

sábado, 27 de fevereiro de 2016

A VIDA É UMA DANÇA


IMAGEM NET


A vida é uma dança...
Quando uma porta se fecha, outra se abre;
quando um caminho termina, outro começa... nada é estático no Universo, tudo se move sem parar e tudo se transforma sempre para melhor.
Habitue-se a pensar desta forma:
tudo que chega é bom, tudo que parte também.
É a dança da vida... dance-a da forma como ela se apresentar, sem apego ou resistência.
Não se apavore com as doenças... elas são despertadores, têm a missão de nos acordar.
De outra forma permaneceríamos distraídos com as seduções do mundo material, esquecidos do que viemos fazer neste planeta.
O universo nos mandou aqui para coisas mais importantes do que comer, dormir, pagar contas...
Viemos para realizar o Divino em nós.
Toda inércia é um desserviço à obra divina.
Há um mundo a ser transformado, seu papel é contribuir para deixá-lo melhor do que você o encontrou.
Recursos para isso você tem, só falta a vontade de servir a Deus servindo aos homens.
Não diga que as pessoas são difíceis e que convivência entre seres humanos é impossível.
Todos estão se esforçando para cumprir bem a missão que lhes foi confiada.
Se você já anda mais firme, tenha paciência com os seus companheiros de jornada.
Embora os caminhos sejam diferentes, estamos todos seguindo na mesma direção, em busca da mesma luz.
E sempre que a impaciência ameaçar a sua boa vontade com o caminhar de um semelhante, faça o exercício da compaixão.
Ele vai ajudá-lo a perceber que na verdade ninguém está atrapalhando o seu caminho nem querendo lhe fazer nenhum mal, está apenas tentando ser feliz, assim como você.
Quando nos colocamos no lugar do outro, algo muito mágico acontece dentro de nós: o coração se abre, a generosidade se instala dentro dele e nasce a partir daí uma enorme compreensão acerca do propósito maior da existência, que é a prática do AMOR.
Quando olhamos uma pessoa com os olhos do coração, percebemos o parentesco de nossas almas.
Somos uma só energia, juntos formamos um imenso tecido de luz...
Não existem as distâncias físicas.
A Física Quântica já provou que é tudo uma ilusão.
Estamos interligados por fios invisíveis que nos conectam ao Criador da vida. A minha tristeza contamina o bem-estar do meu vizinho, assim como a minha alegria entusiasma alguém do outro lado do mundo.
É impossível ferir alguém sem ser ferido também, lembre-se disso.
O exercício diário da compaixão faz de nós seres humanos de primeira classe.

(ANDRÉ LUIZ)

REFLEXÃO




“A vida é tão breve”. Ouvi esta frase de amigo que foi tomado por grande emoção ao pronunciar estas palavras.

Gonzaguinha cantava que a vida é o sopro do criador numa atitude repleta de amor.

Se pararmos para refletir sobre a brevidade da vida, perceberemos que perdemos muito tempo valorizando bobagens, alimentando melindres, fantasias que não nos levam a lugar algum.

Queremos consertar o mundo, mas não atentamos para o que devemos corrigir em nós mesmos.

Temos pressa para chegar, mal sabemos aonde, desejamos o tempo todo coisas que não nos satisfazem quando as possuímos, e queremos cada vez mais.

Repetimos os mesmos erros que censuramos no outro e varremos para baixo do tapete as nossas fraquezas.

Transferimos sempre a culpa dos nossos fracassos para outros e vendamos nossos olhos para não admitirmos a nossa responsabilidade sobre tudo que fazemos.

Temos a felicidade constante, mas valorizamos os momentos infelizes.

Estamos rodeados de beleza, mas só enxergamos o que é feio.

Mesmo estando cercados por pessoas que nos valorizam e nos tratam bem, insistimos em querer aquelas que nos destratam ou nem percebem a nossa existência.

Desprezamos o que é possível para o momento, e sofremos pelo impossível.

Preferimos fazer guerra e pregamos o tempo todo o amor.

Queremos tudo, mas não valorizamos nada que temos.

Somos inconstantes por não saber o que realmente queremos.

Vivemos em uma eterna fuga, fugindo de nós mesmos.

A vida é breve e simples, mas nós a complicamos, porque não entendemos que antes de ter devemos ser.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

QUAIS SÃO SUAS METAS PARA O ANO QUE INICIA?


“Se você não sabe aonde quer chegar, qualquer caminho serve.” (Lewis Carroll – Alice no País das maravilhas).

“Deixa a vida me levar.” (música de Zeca Pagodinho)

Muitas pessoas vivem assim, deixando a vida levar. E quem se deixa ser levado pela vida provavelmente está perdido como Alice no país das maravilhas que não sabe aonde quer chegar e desta forma a vida se torna desinteressante, passível de qualquer acontecimento, como um barco à deriva.

Para o barco chegar a algum lugar ele precisa ser conduzido. O condutor desse barco precisa definir o destino, traçar uma rota, verificar a direção do vento e ajustar as velas para seguir viagem, porém, nada disso adiantará se o barco não estiver em perfeitas condições e em equilíbrio para navegar. Assim é a vida, para ter sentido precisa ser conduzida.

A vida é composta por vários aspectos tais como físico, mental, pessoal, social, espiritual material, financeiro e estes precisam estar equilibrados e em harmonia e para isso devemos dar atenção e a devida importância para cada um deles.

É de praxe que nas empresas ou qualquer outro negócio se faça uma análise do quadro atual e o planejamento anual, determinando metas para que se atinja o objetivo desejado, mas na nossa vida pessoal não desenvolvemos esse hábito. Entra ano e sai ano e não planejamos a vida estipulando metas, o que se faz normalmente são promessas de intenções no início do ano que se perdem com o passar dos dias. Por isso devemos anotar nossas metas e trabalharmos para que seja cumprido cada item do planejado, assim como as empresas, devemos cobrar de nós mesmos os resultados ao longo do ano.

Se você nunca parou para pensar neste assunto, aproveite o início do ano e ponha em prática esta experiência, trace suas metas, anote-as e acompanhe ao longo do ano o seu desenvolvimento, mas não esqueça de que a vida é composta por vários aspectos e é importante que se planeje e trace metas para cada um deles.

Então faça seu planejamento, considerando e traçando metas para a sua vida pessoal, profissional, financeira, social, material, espiritual, física, enfim, anote os objetivos desejados e trabalhe ao longo do ano para alcançá-los e não importa se ao chegar ao fim do ano alguns objetivos não foram alcançados, porque você terá a chance de recomeçar e tentar novamente.

Não faça da sua vida um barco à deriva, seja o condutor e trace a sua rota para alcançar o destino desejado!