Caro leitor

Este blog é a fiel expressão da minha visão de mundo.

Acredito na ideia do todo, onde todos somos um e que minhas atitudes, minha forma de pensar geram energias que refletem na existência do outro. Daí a importância de estarmos sempre na frequência do bem, dos bons pensamentos, vibrando sempre na frequência de Luz. Estamos em aprendizado e as falhas, as tentações, deslizes ao retrocesso estão conjugados ao nosso Ser. Devemos estar atentos aos nossos pensamentos, atitudes e tipo de energia que emitimos e expandimos para o Universo. Espero que os textos que escrevo e os de outros autores que aqui publico,possam acrescentar algo de construtivo para os que lerem.

(Hilda Stein)

sexta-feira, 27 de maio de 2016

ESTUPRO DOS SENTIDOS






Deplorável o momento de decadência em que estamos vivendo.
Aterrorizante a notícia de que uma jovem tem seu corpo e sua memória marcada por um pesadelo promovido por homens sem escrúpulos tomados por bichos da mais baixa espécie.
E se não bastasse tamanha barbaridade, completa o ciclo da indignação os comentários irônicos e críticas em torno da tragédia.
Este dolorido episódio que retrata a agressão sofrida constantemente por mulheres de todas as idades, até mesmo crianças e que nem sempre é divulgado, demanda reflexão e não teorização dos fatos. A teoria se limita a compreensão intelectual e a reflexão convida à transformação.
Atrelado ao conceito de consequências, o que pode se esperar de uma sociedade que pouco estimula o altruísmo e valoriza intensamente as coisas materiais e o corpo físico, deixando de lado valores preciosos como a boa conduta?
Qual o tipo de música que está sendo incentivada pela mídia nos últimos anos e consequentemente sendo aceita pela sociedade que permite que seja tocada e cantada dentro dos lares?
Podemos ilustrar a resposta com o Bonde do Tigrão, chamando as mulheres de cachorras.
Qual o vocabulário usado e aprovado pela sociedade dentro de suas casas?
Palavras de baixo escalão, o vulgo palavrão, xingamentos, total falta de respeito nos relacionamentos.
O que podemos esperar da conduta das pessoas que habitam um país que incentiva a montagem de um espetáculo denominado “ Macaquinhos” que tem como objetivo ampliar os conhecimentos do público sobre os novos conceitos da arte, onde os artistas se apresentam de forma deplorável, dispensando aqui maiores detalhes?
Não obstante, na câmara dos deputados palco de discussão sobre o destino do Ministério da Cultura é promovido o tal “ Beijaço” sob aplausos de incentivo ao protesto.
O estupro assunto em evidência nas redes sociais, serve de alerta para que toda a sociedade acorde e diga não a degradação dos valores, iniciando a mudança de atitude dentro de suas próprias casas.
É muito fácil, teorizar, acusar classes A e B, mas a responsabilidade é de todos, nós estamos contribuindo por meio da nossa conduta omissa para o estupro diário dos nossos sentidos, a medida que consentimos que músicas de baixo escalão toque no nosso ambiente, que a falta de respeito e inversão de valores entre nas nossas casas, podemos nos considerar parte responsável por tudo de ruim que acontece à nossa volta.
Enquanto estivermos olhando somente para o nosso umbigo, desprezando a ideia do Todo, valorizando demasiadamente as coisas materiais e encarando palavrões, músicas degradantes, inversão de valores e pequenas atitudes incorretas como normal, não sairemos do caos moral em que estamos vivendo.
A transformação está vinculada a atitude e não somente à teoria.