Caro leitor

Este blog é a fiel expressão da minha visão de mundo.

Acredito na ideia do todo, onde todos somos um e que minhas atitudes, minha forma de pensar geram energias que refletem na existência do outro. Daí a importância de estarmos sempre na frequência do bem, dos bons pensamentos, vibrando sempre na frequência de Luz. Estamos em aprendizado e as falhas, as tentações, deslizes ao retrocesso estão conjugados ao nosso Ser. Devemos estar atentos aos nossos pensamentos, atitudes e tipo de energia que emitimos e expandimos para o Universo. Espero que os textos que escrevo e os de outros autores que aqui publico,possam acrescentar algo de construtivo para os que lerem.

(Hilda Stein)

Google+ Followers

domingo, 23 de outubro de 2016

Acerto de contas





Chega uma hora que o corpo perece e os pensamentos vagam nas lembranças de uma vida que passou sem que fosse percebida.
O belo se foi e restaram fragmentos de um corpo físico que tornou- se exílio de dores, mágoas e talvez arrependimentos do que poderia ter sido feito e perdeu-se a oportunidade.
As paredes dos asilos estão impregnadas das mais diversas histórias de vidas que ficaram apenas na memória daqueles que hoje carregam a bagagem de uma existência e que sem esperança aguardam a passagem para o lado desconhecido.
No meio a sorrisos desdentados, olhos cansados e rostos angustiados pairam as sentenças decretadas pela longa jornada.
Uma realidade que assusta e ao mesmo tempo oferece a oportunidade de reflexão.
Por que uns chegam a esta etapa final à mercê dos cuidados de pessoas desconhecidas fora de seus lares, enquanto outros permanecem no seio de suas famílias cobertos de carinho e atenção?
Será castigo do alto ou consequência do que foi semeado ao longo da estrada?
Difícil entender um filho que abandona seus pais no final da vida, mas será que temos o direito de julgar?
Como terá sido esta relação familiar ao longo dos anos?
A gratidão por ter recebido a vida através deles deve existir independente do que se recebeu ao longo da convivência, se é que esta existiu?
Sim, a gratidão deve estar presente, mas esta consciência é alcançada por poucos, porque o que domina é o que ficou marcado no coração e não o que a mente entende como politicamente correto.
Impossível entender e sentir a trajetória do outro, por isso não cabe julgamento.
O fato é que no final da hospedagem no corpo físico, a conta é apresentada e será cobrado o valor proporcional ao que foi semeado consciente ou inconscientemente, não importa, todos pagarão suas dívidas para que seja justificado o aprendizado na matéria.