Caro leitor

Este blog é a fiel expressão da minha visão de mundo.

Acredito na ideia do todo, onde todos somos um e que minhas atitudes, minha forma de pensar geram energias que refletem na existência do outro. Daí a importância de estarmos sempre na frequência do bem, dos bons pensamentos, vibrando sempre na frequência de Luz. Estamos em aprendizado e as falhas, as tentações, deslizes ao retrocesso estão conjugados ao nosso Ser. Devemos estar atentos aos nossos pensamentos, atitudes e tipo de energia que emitimos e expandimos para o Universo. Espero que os textos que escrevo e os de outros autores que aqui publico,possam acrescentar algo de construtivo para os que lerem.

(Hilda Stein)

domingo, 29 de junho de 2014

Violência Invisível

Praticamos constantemente a violência invisível não só com outras pessoas como também com o nosso corpo físico e mental.
Quando não damos atenção adequada a nossa alimentação ou agredimos nosso organismo com vícios, estamos praticando a violência física.
Quando alimentamos nossa mente com pensamentos de raiva, ressentimentos, decepções,angustias, frustrações, ansiedade,etc... também estamos cometendo violência com o nosso corpo físico e mental.
Quando nos tornamos apáticos diante da vida, estamos nos violentando invisivelmente.
Geramos violência quando impomos nossa maneira de pensar sobre o outro, quando nos achamos os donos da verdade e não damos margem para que as pessoas com as quais convivemos se expressem de forma autêntica.
Geramos violência quando agimos com separatividade sem enxergarmos o todo.
Quando cortamos uma pessoa da nossa vida sem dar a ela qualquer explicação ou quando a mantemos presa ao nosso lado com chantagem emocional.
Violentamos uma criança enfatizando somente suas fraquezas sem valorizar suas virtudes,quando prometemos algo e não cumprimos.
A medida em que passamos a meditar sobre nossas atitudes, podemos perceber o quanto somos capazes de gerar violência.


Este tema é abordado com maestria pela Monja Coen Roshi, o vídeo é longo, mas vale a pena assistir.