Caro leitor

Este blog é a fiel expressão da minha visão de mundo.

Acredito na ideia do todo, onde todos somos um e que minhas atitudes, minha forma de pensar geram energias que refletem na existência do outro. Daí a importância de estarmos sempre na frequência do bem, dos bons pensamentos, vibrando sempre na frequência de Luz. Estamos em aprendizado e as falhas, as tentações, deslizes ao retrocesso estão conjugados ao nosso Ser. Devemos estar atentos aos nossos pensamentos, atitudes e tipo de energia que emitimos e expandimos para o Universo. Espero que os textos que escrevo e os de outros autores que aqui publico,possam acrescentar algo de construtivo para os que lerem.

(Hilda Stein)

domingo, 4 de janeiro de 2015

REFLETINDO SOBRE PESSOAS

imagem net


Certa vez conversando com um amigo que é pastor ,ele me disse que pessoas são como uma caixinha de surpresas e podemos delas tudo esperar. Daí por diante passei a refletir muito sobre esta afirmação e cheguei a conclusão de que o pastor foi muito feliz nesta afirmação.
A decepção só acontece na medida em que não temos esta consciência e projetamos expectativas que nada mais são do que pura projeção de nossos desejos.
Pessoas são complexas, são movidas por emoções e pelas circunstancias.
Se estendermos a mão a alguém não devemos esperar nenhum retorno desta atitude e sim a paz e a sensação de dever cumprido para com essa pessoa. Jamais devemos esquecer que as pessoas só dão àquilo que possuem.
A vida seria mais leve se nos colocássemos sempre no lugar do outro antes de tomarmos qualquer atitude e perguntássemos se ficaríamos bem ou felizes com tal atitude.
A verdade é que é muito difícil se comportar ou tomar atitudes com esse senso crítico, sempre achamos que estamos certos, acho difícil alguém ter consciência de que está agindo de forma incorreta, todos têm seus próprios motivos para agirem da forma que agem, independente do julgamento alheio.
O que parece ser coerente para um, para o outro pode parecer absurdo, isto porque somos seres complexos, temos nossa individualidade, traumas e percepção diferente perante a vida.
Na medida em que vamos avançando na neutralidade do julgamento e começamos a analisar nosso comportamento e o do outro sem críticas, sem censuras e com a consciência de que a vida é feita de consequências, onde somos responsáveis por nossas ações e atitudes e que para tudo existe uma resposta sendo de entendimento alcançável ou não, damos início ao sentimento de paz e passamos a não nos decepcionar com o comportamento das pessoas.
E para isso devemos nos modificar e não exigir a mudança do outro, porque cada pessoa é responsável e responderá pelos seus próprios atos.
Esta é a Lei da Vida.