Caro leitor

Este blog é a fiel expressão da minha visão de mundo.

Acredito na ideia do todo, onde todos somos um e que minhas atitudes, minha forma de pensar geram energias que refletem na existência do outro. Daí a importância de estarmos sempre na frequência do bem, dos bons pensamentos, vibrando sempre na frequência de Luz. Estamos em aprendizado e as falhas, as tentações, deslizes ao retrocesso estão conjugados ao nosso Ser. Devemos estar atentos aos nossos pensamentos, atitudes e tipo de energia que emitimos e expandimos para o Universo. Espero que os textos que escrevo e os de outros autores que aqui publico,possam acrescentar algo de construtivo para os que lerem.

(Hilda Stein)

Google+ Followers

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Certo ou Errado

Será que existe nessa vida o que é certo ou errado?
É certo deixarmos a felicidade passar para cumprirmos protocolos que a sociedade julga certo?
Quem pode afirmar se estamos agindo de forma correta ou errada?
Eu avalio a vida como uma trajetória aonde colhemos tudo o que plantamos, não vejo o certo ou errado, vejo caminhos que podemos escolher a seguir e que infalivelmente colheremos as consequências do que foi semeado ao longo dessa trajetória.
A opção do tipo de vida que queremos levar é só nossa, temos o direito de escolha, para isso cada um tem a sua vida para fazer dela o que bem entender. Infelizmente a maioria das pessoas esquecem disso e assumem o papel de juízes julgando a vida do outro e esquecendo de viver a própria.
Assumem a liderança da vida alheia deixando a própria à deriva.
Somos cercados por pessoas com essa característica e que vão se colocar sempre no lugar de  "amigos verdadeiros" que se preocupam com o nosso bem estar,  não fazem isso por mal, acreditam realmente na hipótese que podem resolver e opinar nos problemas alheios.
Nós, donos da nossa vida é que temos que reagir e assumir o controle do que realmente queremos.
As consequências serão assumidas por nós, sem direito de divisão.
Quando alguém escolhe viver uma vida de degradação e sente-se feliz com isso, não temos o direito de julgar essa pessoa....as consequências virão, ela responderá por sua conduta, o preço será de acordo com o que foi vivido e isso será pago por ela. Não temos o direito de julgar, não existe o certo ou errado, o que me faz bem pode fazer muito mal a outro, mas se me sinto bem, devo seguir em frente.
Não podemos delegar a nossa vida à outras pessoas, ela nos pertence e não devemos jamais esquecer disso.